A nossa ligação especial a Genie Milgrom

A nossa ligação especial a Genie Milgrom

A nossa ligação a Genie Milgrom é profunda e rica. Quer seja apreciando a sua companhia durante as suas visitas aos nossos escritórios de Jerusalém ou beneficiando do seu enorme trabalho em nome dos Bnei Anussim, o valor que a genealogista e pesquisadora cripto-judia adiciona ao nosso trabalho e à nossa equipa é incomensurável.

Entre os vários livros que escreveu, Genie escreveu um capítulo importante sobre genealogia no nosso livro  ‘¿Tiene usted raíces judías? ‘  [Você tem raízes judaicas?], no qual orienta as pessoas sobre como pesquisar suas raízes judaicas.

Há pouco tempo, recebemos os seus livros mais recentes, ‘ My 15 grandmothers ‘ e ‘ Recipes for my 15 grandmothers ‘.

Ler o livro Mis 15 abuelas durante o Shabat foi fascinante. Não consegui deixar de ler até ter acabado o livro. É tão fascinante como Genie descobriu quinze gerações do seu próprio passado. Em particular, a história especial que se desenrolou em Fermoselle, uma cidade no oeste de Espanha, foi muito cativante. Genie pesquisou as suas raízes durante anos e descobriu que a sua família estava firmemente ligada a Fermoselle. Quando Genie chegou lá, já tinha construído uma árvore genealógica de 800 membros que remontava ao ano de 1545. Depois de perguntar aos habitantes locais se conheciam alguma memória ou história sobre os judeus e apenas receber “não” como resposta, estava quase a desistir quando encontrou uma senhora que “por acaso” tinha respostas. Claro, só poderia ter sido a providência divina que guiou Genie até essa senhora, que era historiadora.

Como profissional que trabalha com os Bnei Anusim, achei este livro muito inspirador, além de muito útil como guia para quem procura as suas raízes judaicas. Na minha opinião, esta é a prova da providência divina, de que De’s está trabalhando “nos bastidores” para garantir o retorno dos judeus perdidos e ocultos e de que De’s queria Genie de volta ao seio do povo de Israel.

Eu recomendo este livro, não apenas para as pessoas interessadas nas suas próprias raízes judaicas, mas também para quem simplesmente deseja desfrutar de uma leitura fascinante.

É possível regressar às origens do judaísmo?

É possível regressar às origens do judaísmo?

Como podemos distinguir entre o que é divino e o que foi gerado pelos sábios? O que é original e o que evoluiu depois?

Artigo de MISHAEL DICKMAN, fotografias de LAURA BEN-DAVID

Jovens BNEI MENASHE em Manipur, Índia, vestindo trajes tradicionais. Observe as suas franjas tradicionais misturadas com as franjas modernas de seus tzitzit.

O judaísmo é uma tradição ligada diretamente à Bíblia, que nos leva de volta ao Monte Sinai, ou seja, a palavra original de De’s? Ou é um código legislativo geral que evoluiu lentamente ao longo dos anos até ao que é hoje?

Se nos aprofundarmos no Talmud, provavelmente perder-nos-emos rapidamente, devido à sua grande riqueza de ensinamentos e explicações e, sobretudo, pela existência de debates sobre quase tudo o que existe à face da Terra. Como podemos distinguir entre o que é divino e o que foi gerado pelos sábios? O que é original e o que evoluiu depois?

Muitos historiadores tentaram responder a estas questões. Para cada historiador, temos uma teoria diferente (e às vezes até mais do que uma), o que nos deixa onde começámos.

Continuar lendo