Um Chanukah Inesquecível!

Um Chanukah Inesquecível!

Apesar de muitos desafios, fomos abençoados em termos podido trazer centenas de Bnei Menashe da Índia para Israel este ano, incluindo 262 em outubro. Estes novos olim (imigrantes) celebraram o seu primeiro Chanukah em Israel no nosso centro de absorção em Goren, no norte do país. Várias mulheres locais decidiram fazer tudo o que pudessem para ajudar a torná-lo um Chanukah inesquecível.

A iniciativa de recolher brinquedos novos (ou como novos), ou doações para comprá-los, foi divulgada em Beit Shemesh e Tekoa, bem como para o público em geral, e a resposta foi muito reconfortante.

A aquisição dos presentes foi um trabalho em equipa incrível. Shayna Levine-Hefetz, Tehila Derfler, Aliyah Derfler e o seu irmão desfrutaram de fazer compras na incrível Anak Stock em Kfar Etzion, que nos deu novamente 10% de desconto. Eles escolheram cuidadosamente brinquedos e jogos adequados à idade para cada criança. Aliyah assumiu o comando, levando um bloco de notas com as idades e géneros de todas as crianças, para ter certeza de que cada uma receberia o seu presente.

Devorah Barr foi buscar os presentes a casa de Shayna em Neve Daniel e levou-os de volta para Shaina Abraham em Beit Shemesh, onde recolheu os presentes doados e comprados e embrulhou cada um deles para torná-los festivos e atraentes. Depois entregou-os nos nossos escritórios em Jerusalém, etiquetados e prontos para serem distribuídos.

Ao mesmo tempo, Tamar Okun, também de Neve Daniel, inspecionou toda a roupa levemente usada que tinha sido doada, e fez pacotes organizados, com o tamanho e género claramente marcados. Então entregou esses itens nos nossos escritórios, para grande espanto da equipa ao ver o quão bem organizados estavam, para poderem ser distribuídos facilmente pelas crianças.

Finalmente, os itens foram todos carregados em veículos e levados até o norte, até Goren, o nosso centro de absorção, e distribuídos pelas crianças Bnei Menashe, que ficaram muito felizes.

Que projeto incrível que tornou este Chanukah verdadeiramente inesquecível!

Shayna Levine-Hefetz e Aliyah Derfler a fazer as compras no incrível Anak Stock em Kfar Etzion, que, mais uma vez, nos deu um desconto de 10% para a campanha.

 

Shaina Abraham a embrulhar os presentes

Chanukah ao redor do mundo – 2021

Chanukah ao redor do mundo – 2021

Este ano ficámos sobrecarregados (e ainda bem!) de fotografias e vídeos de luz e celebração da festa de Chanukah das nossas comunidades ao redor do mundo. Talvez seja por ter havido tanta escuridão nos últimos dois anos, devido ao Covid. Embora ainda tenhamos um longo caminho a percorrer para superarmos completamente esta pandemia, as pessoas já estão a ver a luz ao fundo do túnel, e estas fotografias são prova disso.

Alguns destaques deste ano são os Bnei Menashe no nosso centro de absorção em Goren, no norte de Israel, a celebrar o seu primeiro Chanukah na Terra de Israel. Veja também as celebrações de Chanukah em Cuba e algumas fotografias dos maravilhosos dreidels que fizemos com letras em mandarim para a nossa comunidade judaica Kaifeng.

Explore também os donuts com geleia, as velas acesas em candelabros de todos os tamanhos e formas, os rostos felizes, as decorações e as celebrações!

veja o álbum completo aqui!

Uma luz de Hanuka em Cuba

Uma luz de Hanuka em Cuba

O meu nome é Eliav e sou de Cuba. Há exatamente um ano, eu estava a comemorar  Hanukkah na ilha de onde vim. Desde que comecei meus estudos de Judaísmo e a minha busca pela verdade, a celebração de Hanukkah tem para mim um significado especial. Há cerca de 5 anos, recebi a minha primeira Hanukkiah, das mãos de uma pessoa muito generosa e especial que mora em Nova Iorque. O meu castiçal era dourado e tinha o formato de uma harpa. Quando o recebi, ele vinha com várias caixas de velas para celebrarmos a vitória que Hashem deu ao povo judeu sobre aqueles que buscavam a nossa destruição. Todos os anos, em Hanukkah, eu acendia as velas com grande emoção. Para mim foi uma grande mitsvá fazer isso, pois de certa forma a luz que Hanukkiah emitia dissipava as trevas espirituais que muitas vezes pesavam no lugar onde eu vivia.

O tempo foi passando e um dia vi-me sem velas para acender, pois as que recebera tinham acabado. Sem velas, como ia celebrar Hannukah? No lugar de onde eu venho não há muitas coisas à venda, nem mesmo velas, seja para o que for. É um lugar com muitas carências, tanto materiais como espirituais. E perante esta situação, decidi fazer algo. A minha cidade sofria muitas vezes de cortes de energia e apagões, e eu via sempre a minha irmã a acender umas lamparinas improvisadas: Ela pegava engenhosamente num pedaço de algodão do tamanho de um polegar, mergulhava-o em óleo de cozinha e colocava-o num recipiente de metal com mais algumas gotas de óleo, fazendo assim uma espécie de lâmpada artesanal que nos iluminava durante as noites apagão. Já era Hannukah e resolvi fazer uma lamparina igual às que a minha irmã fazia. Usei uma tampa de metal que tirei de uma jarra de café e segui o procedimento. Fiz isso durante os oito dias de festa. Eu já tinha as minhas luzes de Hanukkah, mas ao mesmo tempo estava um pouco inquieto porque não tinha a certeza se estava ou não a cumprir a halachá. Também estava impressionado com a ideia de não poder ter algo melhor ou mais bonito para iluminar. Mas como em qualquer celebração do povo judeu devemos sempre lembrar e aprender algo, tive o meu tempo para refletir sobre isso. Um ano depois, aprendi que, de acordo com a halacha, basta acender uma vela e assim a Mitzvah é cumprida. Fiquei muito feliz em saber disso. Eu entendi que o mais importante é servir a Hashem sem dar desculpas, procurando os meios e agindo, em vez de ficar parado como uma pedra, não importa onde você esteja ou quão densa seja a escuridão ao seu redor. Devemos também levar em conta que, assim como a luz de Hanukkah desloca as trevas, a nossa luz interior também pode deslocar o mal que nos cerca. Neste mundo devemos fazer o bem sem desculpas. Certamente D’us proverá.

Baruch HaShem Eu já estou em Israel, celebrando Hannukah pela primeira vez nesta terra abençoada. Agora faço-o com muita alegria, com muito óleo e com muita luz.

Chanuka pelo mundo 2020 :-)

Como fazemos todos os anos, compilámos fotos de Chanucá das nossas maravilhosas comunidades em países por todo o mundo.  Os nossos amigos tiveram muito gosto em partilhá-las! Veja as velas acesas em chanukiot de todos os tamanhos e feitios, os rostos felizes, saborosas iguarias e decorações…

Clique na foto abaixo para abrir o álbum e ver todas!

Chanukah in Ecuador