Servindo o país de uma maneira diferente

Quando Shlomo Haokip Telngoh tinha sete anos, sonhava em fazer aliá e ser soldado das IDF. Vinte anos depois, quando finalmente fez aliá, a sua idade e outras circunstâncias o tornaram inelegível para o recrutamento. Shlomo não é o tipo de pessoa que desiste facilmente, e por isso fez três vezes o pedido ao exército – mas todas as vezes sem sucesso. Dececionado, Shlomo aceitou isso como a vontade de D’us e seguiu em frente. Mas continuou procurando outras maneiras de servir a nação. Até que, um dia, ele encontrou dois amigos em sua atual cidade, Beit She’an, e uma nova ideia surgiu em sua mente.

Seus amigos eram policiais da força policial de Beit She’an. Tendo trabalhado como guia dos Bnei Menashe em sua comunidade, ele já estava muito envolvido com as pessoas de lá e tinha trabalhado com aqueles policiais organizando um programa para jovens. Ocorreu a Shlomo que poderia se tornar um policial voluntário e servir a comunidade dessa forma.

Shlomo se inscreveu, teve algumas entrevistas e foi aceite! Fez um curso para policiais voluntários na delegacia de Nof Hagalil e tem orgulho de ser, até onde sabe, o único Bnei Menashe voluntário da polícia em Israel.

Pai de dois meninos, Oded, de 10 anos, e Dvir, de 2, Shlomo conta que os seus filhos estão orgulhosos por ele estar servindo na polícia. E ele viverá o seu sonho de exército através de seus filhos, pois Oded já está falando sobre seu próprio desejo de servir nas FDI. E, como cidadão israelense, ele poderá entrar com seus colegas após o ensino médio e servir o país, como seu pai sempre quis fazer.

Leave a Reply

Your email address will not be published.