Reflexões sobre as Bênçãos e suas consequências

Pelo Rabino Isaac Aboud

ESP_0479-300x199Uma das bênçãos que os Cohanim (Sacerdotes) dão ao povo de Israel é: “Que Hashem te abençoe e te guarde” (Números 06:24). O grande sábio, Or HaChayim, em uma de suas elucidações, explica esta benção, da seguinte maneira: “Que D’us te abençoe e que essa bênção não seja a raíz de um mal, como está escrito “Para que você não comas, se satisfaça … e (então) seu coração se tornará orgulhoso e esquecerá de Hashem, vosso D’us…” (Deuteronômio 8: 12-14).

Ou seja, todas as bênçãos envolvem um risco e exige um cuidado extra para este perigo, o perigo da pessoa se tornar orgulhosa. Este é o teste do sucesso. É necessário estar atento, tomar um cuidado extra, e é necessário uma bênção especial do Criador para não cair no perigo que acompanha o sucesso e a bênção. Mesmo no estudo da Torá, quando há um grande sucesso, há, também, um risco maior. O indivíduo deve passar por novos testes e imprevistos quando alcança uma conquista especial. Também vale a pena lembrar que tal bênção também se refere a assuntos materiais como, por exemplo, quando você é rico ou representa uma função importante. Por isso é necessário acompanhamento especial.

Há três pessoas das quais seus pecados são perdoados: alguém que se converte ao judaísmo, aquele que alcança uma posição importante e aquele que se casa (Rashi sobre Bereshit 36: 3, citando um Midrash do Livro de Samuel). Podemos dizer que a razão para isso é que, nestes três casos as pessoas estão em uma situação boa e bem sucedida e assim, sujeitos a novos testes e, portanto, precisam de cuidados especiais dos Céus para ajudá-los. É como um incentivo para poderem passar, com sucesso, pelos novos testes que os esperam.

Leave a Reply

Your email address will not be published.