Parashá da Semana – Vaietze

Pelo Rav Reuven Tradburks

A nossa Parasha começa com Yaakov a fugir da terra de Israel, da intenção assassina de Esav, e termina com o seu retorno à terra de Israel. Ao partir, sonha com uma escada que chega até ao Céu, e com D’us a prometer-lhe que o trará de volta em paz. Yaakov encontra Rachel no poço em Charan, casa com Leah e Rachel, nascem 11 dos seus 12 filhos e a sua filha Dina. Lavan e Yaakov discutem. Yaakov ganha o seu salário com a criação de animais. Uns anjos cumprimentam Yaakov no seu retorno a Israel.

1ª Aliá (28: 10-22) Yaakov foge da terra de Israel. Ele sonha: uma escada com anjos, D’us no topo. D’us reitera a Yaakov a promessa da terra de Israel e de numerosos descendentes. E de que Ele protegerá Yaakov e o trará de volta à Terra. Yaakov faz um monumento naquele local e declara que, após o seu retorno seguro, voltará e fará deste local uma casa de D’us.

Um dos grandes sonhos da Torá. Na verdade, o primeiro sonho de uma próxima série de sonhos na Torá: o sonho de Yosef, o sonho do Faraó. Neste sonho, Yaakov tem a garantia da proteção Divina. Mas porque precisava ele dessa garantia? O que tinha em mente?

Vamos pôr-nos nas sandálias de Yaakov. Ele não sabe o fim da história. Nós sabemos, mas ele não. Ele está cheio de incertezas. Avraham teve dois filhos: Yishmael e Yitzchak. Um, Yitzchak, continuou o legado de Avraham como judeu. O outro, Yishmael, ficou de fora. Depois Yitzchak teve dois filhos: eu e o meu irmão Esav. Talvez nós também repitamos esse mesmo padrão: um entrará e o outro ficará de fora. Mas quem será? Estou dentro ou fico de fora? Eu roubei a bênção destinada a Esav, meu irmão. Talvez a minha fuga de Israel agora seja um sinal Divino de que estou fora e Esav dentro. Afinal, o meu pai Yitzchak nunca deixou a terra. Então, estou a ser expulso da terra, expulso da promessa da terra? D’us tranquiliza-o: dar-te-ei a Terra e trazer-te-ei de volta. Mas foi num sonho. Os sonhos são reais ou ilusórios?

2ª Aliá (29: 1-17) Yaakov chega a Charan. Conversa com pastores no poço. Eles estão à espera que cheguem vários para remover a pedra do poço. Ele faz perguntas sobre Lavan; aquela que vem ali a chegar é Rachel, filha de Lavan. Yaakov remove a pedra pesada do poço e dá água a Rachel. Diz-lhe que é filho de Rivka. Rachel corre para contar a seu pai, Lavan corre para cumprimentar Yaakov. Yaakov fica com eles por um mês.

Se Yaakov estava à procura de um sinal de que D’us está com ele, conseguiu-0. Existem vários paralelos com Eliezer, quando encontrou Rivka no poço, mas aqui é ao contrário: Rivka tirou água para Eliezer e os seus camelos; Yaakov removeu a pedra e tirou água para Rachel e os seus animais. Eliezer perguntou a Rivka quem ela era; Yaakov diz a Rachel quem ele é. Rivka foi a correr contar à mãe; Rachel foi a correr contar ao pai. Lavan foi a correr cumprimentar Eliezer; Lavan foi a correr cumprimentar Yaakov. Eliezer estava à procura de uma esposa para Yitzchak e voltou para Israel; Yaakov está à procura de família, mas não se vai embora.

3ª Aliá (29: 18-30: 13) Yaakov ama Rachel. Em resposta à pergunta de Lavan sobre como ele poderia compensar Yaakov, Yaakov oferece-se para trabalhar 7 anos para casar com Rachel. No final desse tempo, Lavan fez uma festa. Deu Leah a Yaakov. Pela manhã, Yaakov apercebeu-se. Lavan informa que aqui não trocamos os mais jovens e os mais velhos. Yaakov casa com Rachel e trabalha mais 7 anos. Leah tem 4 filhos: Reuven, Shimon, Levi, Yehuda. Rachel está desgostosa, pois é estéril. Ela dá a Yaakov Bilhah, sua serva. Ela tem Dan e Naphtali. Zilpah, a serva de Leah, tem Gad e Asher.

Vamos voltar a pôr-nos nas sandálias de Yaakov. Ele ainda se pergunta se faz parte do povo judeu ou se foi rejeitado – aquele sonho da proteção divina foi profético ou a mera expressão de um desejo? Foi enganado à noite, quando é difícil ver, e casou com Leah. Será isto um sinal de descontentamento de D’us por Yaakov ter enganado o seu pai que já não podia ver, para obter a brachá? Talvez eu fique de fora. Por outro lado, a minha querida esposa Rachel parece seguir os passos da minha avó Sarah; ela é estéril e deu-me a sua serva para eu ter um filho, assim como Sarah era estéril e deu Hagar a Avraham para ele ter um filho…

4ª Aliá (30: 14-27) Reuven traz jasmim, um intensificador de fertilidade para Leah. Rachel pede-o, e em troca Leah concebe e tem Yissachar, seguido por Zevulun. Rachel tem Yosef. Yaakov pede permissão a Lavan para voltar para casa.

Nasceram 11 dos filhos de Yaakov e sua filha Dina. Há apenas um filho da sua querida esposa Rachel. Voltemos a pôr-nos no lugar de Yaakov: ele não sabe se estará dentro do povo judeu ou não. E há outra coisa que o faz sentir-se desconfortável: Avraham foi a primeira geração do povo judeu. Ele estava dentro, e o seu irmão Nachor ficou de fora. De volta ao final de Vayera (22: 20-14), aprendemos que Nachor teve 8 filhos com a sua esposa Milka e 4 com a sua concubina Reuma. 12 filhos. E no final de Chayei Sarah (25: 12-15), aprendemos sobre os filhos de Yishmael, aquele que ficou de fora do povo judeu. 12 filhos. Hmm… Aqueles que ficam de fora do povo judeu (Nachor, irmão de Avraham, e Yishmael, irmão de Yitzchak), tiveram 12 filhos. Eu tenho 11. Por outro lado, todos os meus filhos estão a seguir os passos de Avraham, deixando a sua terra de Charan e viajando para Israel. É sinal de quê? Estou dentro ou fora?

5ª Aliá (30: 28-31: 16) Lavan pergunta a Yaakov qual é o seu salário por todo o trabalho que fez. Yaakov pede permissão para selecionar e criar certos animais como seu salário. É extremamente bem-sucedido e fica carregado de gado. Os filhos de Lavan ficam com ciúmes. Yaakov sabe que é hora de partir. Ele explica cuidadosamente a Rachel e Leah que está preocupado porque Lavan não foi honesto com ele. E que o anjo lhe disse que é hora de voltar para a terra. Elas concordam; tudo o que D’us diz é para fazer.

Yaakov cria uma enorme riqueza. Talvez este seja um sinal Divino: Avraham tinha grande riqueza e Yitzchak foi abençoado com “meah shearim”, uma abundância de agricultura 100 vezes maior. Talvez este seja um sinal Divino de que estou a andar nas pegadas dos meus antepassados.

6ª Aliá (31: 17-42) Yaakov e a família partem sem contar a Lavan. Rachel rouba os ídolos de Lavan. Lavan persegue-os. D’us diz-lhe para não ferir Yaakov. Lavan repreende Yaakov pelo seu engano, não permitindo que ele beijasse os seus filhos. Se D’us não lhe tivesse dito para não o fazer, ele estaria justificado em ferir Yaakov. Lavan procura os seus ídolos, mas não os encontra. Yaakov está farto. Repreende Lavan pela sua falta de consideração  por todo o seu trabalho árduo, ao ter mudado o seu salário 10 vezes. Mas D’us viu meu trabalho opressor e recompensou-me.

Um último olhar a partir do lugar de Yaakov. Ele ainda não tem a certeza se faz parte da aliança ou não. Mas outra previsão ecoa nos seus ouvidos. Anos antes, Avraham foi informado de que os seus filhos estariam numa terra estrangeira e seriam oprimidos, a palavra hebraica “eenu”. Por 400 anos. E voltariam com grande riqueza. Yaakov usa essa mesma palavra para descrever o seu trabalho árduo para Lavan “D’us viu meu trabalho opressor – an’ee”. Talvez, pergunta-se Yaakov, eu seja aquele povo judeu. Terra estrangeira. Oprimido. Estou aqui há 20 anos, muito tempo – parecem 400. Partindo com muita riqueza.

Por um lado, Yaakov vê sinais na sua vida que apontam que seja ele o próximo elo do povo judeu. E por outro lado, vê sinais de que talvez seja ele quem está fora e Esav dentro. Mas a balança está claramente pesando a seu favor.

7ª Aliya (31: 43-32: 3) Lavan e Yaakov separam-se, com uma cerimónia de despedida. São colocados um marcador e pedras como testemunho de que Lavan não se aproximará de Yaakov, nem Yaakov de Lavan. Lavan volta para casa. Os anjos encontram Yaakov quando ele retorna à terra.

O rompimento com Lavan é completo. Há pactos de várias formas e tamanhos diferentes. Se tiveres problemas, virei ajudar-te. Ou abriremos as nossas fronteiras ao comércio. Ou uma parede. Uma paz fria. Tu do teu lado e eu do meu. Mais ou menos como a mitzvá de nunca mais voltar ao Egito. Anos de decepção, de labuta, de suspeita. Esse capítulo está encerrado.

Os anjos cumprimentam-no. Anjos à partida e anjos à chegada.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.