O Longo Caminho Para Casa

8285975Considero uma bênção receber e-mails diários de pessoas ao redor do mundo que estão ávidas à procura de suas raízes judaicas. Todos os dias, quando me sento para trabalhar, me deparo com uma nova enxurrada de mensagens me pedindo para ajudá-los a encontrar suas raízes judaicas antigas. No início, pensei que era uma reação inicial às minhas próprias conclusões e ao que escrevi em meu livro. O fato de que fui capaz de documentar e verificar que as minhas raízes eram judaicas antes da Inquisição, após buscar 22 gerações da minha linhagem materna, foi incrível.

Conforme o tempo passou, e os e-mails continuavam chegando, fiquei pensando que talvez esse sentimento tão forte que estava despertando em tantas pessoas, nada tinha a ver comigo, mas sim um sinal dos tempos que estamos vivendo.

Meu email está cheio de perguntas como: O que você pode me dizer sobre o nome Coronado? Por favor, você pode me dizer se o nome Soria é judeu? Você poderia me ajudar a voltar às minhas raízes? Qual é a sua opinião sobre o sobrenome Fernandes, Menendez, Henriques, etc? Como posso alcançar aquilo que você conseguiu? Aos poucos percebi que, o movimento global de recuperação da identidade perdida, é muito maior e mais importante do que se pensa. Ao mesmo tempo, percebi o quanto ainda há muito trabalho a ser feito nesta área.

A Shavei Israel está fazendo um excelente trabalho em todo o mundo, auxiliando no retorno destas almas perdidas. Uma a uma, essas almas estão se despertando e então nos deparamos com o Encontro das Diásporas, em hebraico Kibbutz Galuyyot. Esta idéia é mencionada na Bíblia várias vezes e sempre tratando de diferentes períodos da história do povo judeu, mas o tema é sempre o mesmo. Reúna os judeus espalhados por todo o mundo e traga-os de volta para casa! Este conceito está nas profecias de Isaías, Jeremias e Ezequiel, e aparece na Torá pela primeira vez no livro de Deuteronômio.

No Talmud, aprendemos que este encontro dos exilados é um sinal dos tempos messiânicos. Curiosamente, esta questão é vista, muitas vezes, na literatura apocalíptica judaica medieval. Não é por coincidência que as pessoas que escrevem para mim procurando respostas surgiram a partir destas próprias cinzas medievais.

Que todos nós possamos ser abençoados para testemunhar aquilo que eu posso ver todos os dias e que assim, todos nós tenhamos a força para aceitar e compreender aqueles que vêm até nós com um desejo ardente de uma chama acesa de voltar à nação judaica. Que seus caminhos sejam iluminados!

Leave a Reply

Your email address will not be published.