NUMA OPERAÇÃO ESPECIAL, 160 BNEI MENASHE IMIGRARAM PARA ISRAEL

Do artigo original em hebraico do Ynet News.

Após anos de espera, cerca de 160 membros da comunidade Bnei Menashe imigraram para Israel numa operação especial liderada pela Ministra da Imigração e Absorção, Pnina Tamano-Shata.
Os imigrantes da comunidade Bnei Menashe chegaram esta segunda-feira chegaram , num voo único e invulgar, apesar da proibição dos voos da Índia, devido à doença do Corona.

Esta imigração foi possível por decisão do governo na sua última reunião há cerca de três semanas, liderada pela Ministra da Imigração e Absorção, Pnina Tamano-Shata, em cooperação com o Ministro do Interior e o Ministro das Finanças, onde foi aprovada a Imigração de cerca de 550 pessoas a Israel, num grupo organizado por Michael Freund, que há anos se dedica a trabalhar  para trazer membros da comunidade Bnei Menashe para Israel, e que ultimamente tem-se empenhado em acelerar a imigração da comunidade Bnei Menashe após o surto repentino de coronavírus na Índia.

Espera-se que mais 450 imigrantes cheguem a Israel perto do feriado de Tishrei (setembro) deste ano. Esta decisão juntou-se a uma decisão governamental anterior que foi implementada em dezembro de 2020, quando chegou um grupo de cerca de 250 imigrantes. Como o leitor se lembrará, tinham-se passado três anos desde que os anteriores imigrantes desta comunidade chegaram, e desde então foi aprovada a imigração do resto daqueles que esperam pela imigração, mas no caso deles nada aconteceu e sua imigração encontrou barreiras, até agora.

Após um rápido processo de absorção no Aeroporto Ben Gurion, os imigrantes serão encaminhados para isolamento de acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde e do Comando da Frente Interna, e passarão os primeiros três meses em instalações designadas com o auxílio do Ministério da Educação, Imigração e Absorção e da Shavei Israel em Ness Ziona, onde vive uma comunidade de Bnei Menashe já há anos.

Ministra da Aliya e Absorção, Pnina Tamano-Shata:

– Vejo diante dos meus olhos todos os judeus da Diáspora e o incentivo à imigração de todo o mundo, e por isso tenho agido para acelerar a imigração dos queridos Bnei Menashe, que esperaram muitos anos para imigrar para Israel. Trazer judeus de todo o mundo para Israel, especialmente aqueles que esperam pela aliá há muitos anos, é uma das principais prioridades para mim. Estou muito feliz em receber os queridos imigrantes dos filhos e filhas da comunidade Menashe que chegarão em breve; todos os esforços serão feitos para tornar  a sua absorção fácil e tranquila. E faremos o possível para acelerar a aliá dos restantes que estão esperando na Índia. –

Michael Freund, presidente e fundador da Shavei Israel:

– Após 2.700 anos de exílio, os descendentes da tribo Menashe estão finalmente retornando à terra de seus ancestrais. Na história desta comunidade especial, que conseguiu manter sua conexão com o povo de Israel e a Terra de Israel, 2021 deve ser um ano importante para eles, durante o qual planejamos trazer cerca de 550 novos imigrantes da comunidade, o dobro do valor que recebemos no ano passado. Continuaremos a fazer o nosso melhor até que possamos ver os outros membros da comunidade emigrar para Israel em breve. –

Entre os imigrantes que desembarcarão em Israel nos próximos dois meses está um YouTuber chamado Zero Tangalm (de 24 anos), que mora na cidade de Churchanadpur, no estado de Manipur. Seu canal faz parte de uma tendência global chamada Mukbang, de um programa de comida filmado que é compartilhado com os espectadores. Zero, um judeu religioso, é bem conhecido entre a comunidade Bnei Menashe e na Índia em geral, e centenas de milhares de espectadores vêm os seus coloridos vídeos, que são baseados em comida kosher.

De acordo com a tradição passada de geração em geração, os membros da comunidade Bnei Menashe na Índia se consideram descendentes da tribo Menashe, uma das dez tribos expulsas de Israel no final do período do Primeiro Templo, há mais de 2.700 anos, pelo rei da Assíria. Seu número é estimado atualmente em cerca de 10.500 pessoas. Cerca de 6.500 deles ainda estão esperando para imigrar para Israel. Mais de 4.000 membros da comunidade já imigraram e foram absorvidos com sucesso por Israel.

Veja o artigo original em hebraico do Ynet News

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *