Fantasias e comida: Shavei Israel comemora Purim pelo mundo!

Na semana passada, Israel e todo o mundo judaico comemorou a festa de Purim. Esta festa marca a tremenda mudança histórica na Pérsia, 2000 anos atrás, quando o plano para aniquilar todos os judeus, se transformPurim-cuteness-in-Upper-Nazareth-300x199ou em sua salvação.

Em razão da alegria sentida pelos judeus, devido a esta salvação, Purim é talvez um dos dias mais felizes do calendário hebreu. Todos se fantasiam para escutar a leitura da Meguilá (Pergaminho com a história de Purim), presenteiam os menos afortunados, trocam entre si comidas (Mishlochei Manot) e presentes, e participam de festas extravagantes com muitos “ouvidos de Haman” (biscoito triangular que faz referência ao ministro persa que quis matar todos os judeus e acabou sendo enforcado em praça pública).

E abaixo, lhe contamos o que nossos emissários orgaizaram para Purim, em suas respectivas comunidades:Purim cuteness in Upper NazarethNa semana passada, Israel e todo o mundo judaico comemorou a festa de Purim. Esta festa marca a tremenda mudança histórica na Pérsia, 2000 anos atrás, quando o plano para aniquilar todos os judeus, se transformou em sua salvação.

Polônia – O emissário de Shavei Israel para Cracóvia, o Rabino Avi Baumol, relata que a comunidade leu a Meguilá na sinagoga e, em seguida, realizou um desfile de Purim pelas ruas de Kazimierz, o antigo bairro judeu, seguido de uma grande festa de Purim no JCC de Cracóvia. Em Katowice, nosso emissário, o Rabino Yehoshua Ellis relata que participou de duas festas pré-Purim – uma em Katowice, onde ensinou sobre a Megilá que se lê em Purim e as tradições da festa, e a outra perto de Gliwice, que incluiu um show. O Rabino Ellis leu a Meguilá na festa de Purim, em Katowice, que foi seguida por outra festa e uma refeição festiva para a comunidade.

Portugal – O Rabino Elisha Salas leu a Meguilá com a sua comunidade em Belmonte e, em seguida, liderou a festa tradicional de Purim. No dia seguinte, ele participou de um almoço muito significativo para a comunidade, pois muitos dos membros da sinagoga fizeram ou irão fazer Aliá para Israel.

Colômbia – Na capital colombiana de Bogotá realizada uma festa de Purim para 150 pessoas, que contou com a leitura da Meguilá e todas as orações.unnamed-300x209

El Salvador – A Meguilá, este ano, viajou ao longo da estrada de El Salvador. Como só há uma Megilá kosher (própria para leitura) no país, esta foi lida, pela primeira vez, na sinagoga de Beit Israel, na capital, e, em seguida, foi levada para a pequena comunidade de Armenia (a 45 minutos de carro). O Rabino Abud ensinou sobre Purim por várias semanas, para que a comunidade pudesse estar bem preparada espiritualmente.

Itália – A comunidade de Bnei Anussim comemorou Purim em Palermo e Sicília, com a leitura da Meguilá seguida de uma animada festa.

China – A pequena comunidade judaica de Kaifeng celebrou o Purim, da maneira tradicional, mas, desta vez, com muito mais conhecimento. Isto graças ao Professor Aaron Wood, que passou os últimos meses na China, ensinando a comunidade. Wood é um judeu chinês (embora não de Kaifeng) que descobriu o judaísmo e se tornou religioso praticamente sozinho, em uma viagem que fez, aos 16 anos, da China para o Canadá e, eventualmente, para Israel, onde se converteu, formalmente, em 2011.

Novo livreto em russo
Novo livreto em russo

Subotnik – Além da própria festa, os judeus subotnik têm algo mais para comemorar este ano – a publicação de um novo livreto em russo, para os jejuns judaicos. O dia antes de Purim é conhecido como o Jejum de Esther, em lembrança ao jejum que a Rainha Esther e os judeus de Shushan realizaram antes da rainha se apresentar ao rei para pedir a abolição do decreto de Haman contra os judeus. 200 cópias foram impressas, cerca da metade foi distribuída em Beit Shemesh, onde a maioria dos subotnik vivem em Israel e metade em Visoky, na Rússia. O folheto inclui artigos sobre as leis que regem os jejuns e o texto completo – em russo e hebraico – do Livro de Eichá, que é lido no jejum de Tishá Be Av.

Índia – Os Bnei Menashe geralmente realizam as celebrações de Purim mais extravagantes da Shavei Israel, e este ano não foi uma exeção. Se realizaram diversas leituras da Meguilá, teatros, concurso de fantasias (incluindo o concurso de beleza “Rainha Esther”) e o espírito geral da comunidade, tanto em Israel quanto na Índia foram sentidos.

Ao recebermos fotos destas atividades, vamos publicá-las no site e no Facebook. Fique ligado!!

Leave a Reply

Your email address will not be published.