O Milagre de Israel

Esta semana, Israel e o judaísmo mundial festejam Iom Haatsmaut, o 60°. Aniversário da Independência do Estado de Israel.

Orações especiais serão recitadas, festas serão organizadas, e o povo judeu agradecerá a Deus por ter-nos feito retornar a nossa terra após 2000 anos de exílio.

Nossa tendência é considerar segura e concreta a existência do Estado, e geralmente não apreciamos o quanto somos abençoados por viver este momento da história quando o Estado de Israel voltou a ser restaurado em nossa antiga terra.

De fato, é fácil esquecer tão milagrosa é a própria existência do Estado. Nenhuma outra nação no mundo foi exilada de sua terra, torturada e perseguida ao longo dos séculos para depois retornar triunfante a seu lar nacional.

images (1)É verdade que existem ainda muitas dificuldades e desafios que nosso país deve enfrentar, desde o terror palestino até distúrbios internos. Porém, entretanto, os enfrentamos certos de que nossa redenção nacional está próxima e que com certeza triunfaremos.

Foi há apenas 60 anos que milhões de judeus europeus, incluindo parte de minha família, foram mandados a campos de concentração nazista. O mundo inteiro observou e nada fez, enquanto homens, mulheres e crianças judias eram assassinadas. Em 1945, após o término da guerra, quem podia imaginar que somente três anos depois renasceria o Estado de Israel na Terra de Israel?

Isso, é precisamente o que o profeta Iechezkel (Cap. 37) predisse, em sua famosa profecia dos “ossos secos”, onde Deus os trará novamente a vida: “Assim disse Deus, o Senhor: observa, ó Meu Povo, abrirei suas tumbas, e os farei sair delas, e os trarei a Terra de Israel. E saberão que Eu sou o Senhor, quando as abra, oh Meu povo, e os retire de suas tumbas”

Depois do Holocausto, Deus juntou os remanescentes do Seu povo Israel, os retirou do cemitério europeu, e fez ressurgir a nossa nação na terra de nossos ancestrais, a Terra de Israel.

O povo judeu é único, e o renascimento de Israel em nossos tempos é um evidente sinal dos céus que Deus não se esqueceu da promessa que nos fez e a nossos ancestrais.

Assim, quando celebramos a Independência de Israel, devemos assim mesmo, regozijarmos por nossa boa situação – já que Deus nos abençoou com o mérito de sermos parte de um processo histórico: o regresso do povo judeu a sua própria e única terra, a Terra de Israel.

Chag Haatsmaut Sameach! Feliz dia da Independência!