Delegação da Noruega faz visita-surpresa à Shavei

Delegação da Noruega faz visita-surpresa à Shavei

Uma visita espontânea aos nossos escritórios em Jerusalém de dez representantes de dois grupos de interesse noruegueses transformou-se numa interessante palestra sobre judeus perdidos e ocultos, e uma verdadeira experiência de aprendizagem.

Arvid Bjerga, que criou o ramo norueguês da Shavei Israel há cerca de três anos, também esteve presente, pois pertence a um dos grupos e é membro do conselho de relações públicas entre as cidades geminadas de Stavanger, na Noruega, e de Netanya, em Israel.  O outro grupo está mais relacionado à agricultura.

O principal grupo a visitar a Shavei Israel era formado por  membros da Câmara de Comércio Israelita Norueguesa de Stavanger. Eles convidaram agricultores e um importador de soluções técnicas para estudar inovações israelitas. Mas Henrik Halleland, um político do governo da cidade de Stavanger, e Arvid, estavam a representar o conselho das cidades geminadas Netanya-Stanger.

Durante a visita-surpresa ao escritório da Shavei Israel em Jerusalém, o grupo foi acolhido com o clássico rugelach e burekas israelitas, e com uma palestra de Laura Ben-David sobre a história dos Bnei Menashe, as suas raízes, a sua cultura, como eles entraram em contacto com Michael Freund, e a sua jornada de aliá que a Shavei Israel tem facilitado. Além disso, Laura falou sobre judeus Kaifeng, Bnei Anousim, Subbotniks e judeus ocultos da Polónia.

Todos os convidados relataram que tiveram muito gosto em  ouvir Laura Ben-David. A maioria não conheciam os conceitos de Tribos Perdidas e Judeus Ocultos; foi uma informação totalmente nova para eles. Interagiram sempre, com muitas perguntas, e ficaram muito gratos pela palestra.

Foto de grupo incluindo: Arvid Bjerga (à esquerda); Henrik Halleland (na ponta direita); Sigve Bø (o terceiro da direita), um dos líderes da Câmara de Comércio Israelita-Norueguesa.

Bnei Anussim – Passado e Presente

Bnei Anussim – Passado e Presente

O Centro Maani da Shavei Israel acolheu a fascinante palestra intitulada “Bnei Anusim, Passado e Presente”, pela nossa querida Edith Blaustein. É importante que, tanto a nível pessoal quanto nacional, não esqueçamos o passado do povo judeu; vamos aprender com ele para moldar o presente e, assim, moldar o nosso futuro.

‘Anussim’, plural para ‘anuss’, que significa ‘os forçados’ são os judeus que foram forçados a abandonar a Lei Judaica contra a sua vontade. É o termo legal rabínico aplicado a um judeu que foi forçado a abandonar o judaísmo contra a sua vontade e que faz tudo ao seu alcance para continuar praticando o judaísmo sob a condição de coerção. É normalmente aplicado aos judeus ocultos na era da Inquisição espanhola (mais comumente – e negativamente – referidos como ‘Marranos’).

O termo é derivado da expressão utilizada no Talmud, “aberrá be’ones” [Avoda Zara 54a]:

“Certamente, quando se trata de linhagem, todo o povo de Israel são irmãos. Somos todos filhos de um mesmo pai, os rebeldes (reshaim) e criminosos, os hereges (meshumadim), os forçados (anussim), e os prosélitos (guerim) que estão ligados à casa de Jacob. Todos esses são israelitas. Mesmo que eles tenham deixado De’s ou rejeitado-O, ou violado a Sua Lei, o jugo da Lei ainda está sobre os seus ombros e nunca será levantado.”

 

Veja a gravação da conferência (Em espanhol):

A segunda edição do sidur Bnei Menashe já está pronta!

A segunda edição do sidur Bnei Menashe já está pronta!

Um dos grandes projetos em que Shavei Israel está constantemente envolvida é escrever, publicar e fornecer livros e literatura necessários para as várias comunidades com as quais trabalhamos. Esses livros incluem livros de oração, livros de hebraico e estudo bíblico e outros. É uma enorme quantidade de trabalho, envolvendo pesquisa, tradução, transliteração, instruções, tradições e, claro, todo o trabalho necessário na publicação e distribuição. Mas é um trabalho de amor, e que é tão importante para nós e para as comunidades.

Com isso em mente, estamos muito felizes por anunciar, finalmente, a segunda edição, aqui em Israel, do Sidur Sefardita Bnei Menashe, com traduções e transliterações na língua Kuki,

O original, um projeto iniciado há quase dez anos, teve uma edição 5.000 cópias e esgotaram todas. Era claramente hora de imprimir mais, especialmente com a esperança de mais Bnei Menashe fazerem ali em num futuro próximo.

Esta nova edição, com 1.500 cópias, inclui uma bela carta de aprovação do rabino Yitzchak Yosef, rabino-chefe sefardita de Israel.

Michael Freund, Fundador e Presidente da Shavei Israel, disse: “Esperamos que os Bnei Menashe encontrem força e inspiração deste siddur, e oramos para que, através do mérito de servir a De’s com alegria, em breve testemunhemos a reunião de todos os dispersos de Israel para a nossa Terra, reunidos novamente como um só, em Sião.”

Tzvi Khaute, Coordenador de Bnei Menashe da Shavei Israel, disse sobre a nova edição: “Estou realmente emocionado por as 5.000 cópias da primeira edição terem esgotado e estamos muito felizes em trazer a segunda edição com a recomendação e bênção do rabino-chefe sefardita.”

Seminário prático na Polónia – Fevereiro de 2023

Seminário prático na Polónia – Fevereiro de 2023

Você está interessado no hassidismo e no judaísmo polaco em geral, do passado e do presente?

Gostaria de conhecer ótimas pessoas, ver lugares interessantes e celebrar Tu Bishvat connosco?

A Shavei Israel tem o prazer de apresentar:

Seminário prático na Polónia

O judaísmo polaco e o hassidismo, no passado e no presente.

31 de janeiro a 6 de fevereiro de 2023

Contacte a Dra. Dina Feldman: fel.dina@gmail.com

bit.ly/polandseminar2023

Junte-se a nós!

O seminário será realizado em inglês e hebraico e incluirá:

• Excursões em Cracóvia, Varsóvia, Łódź, Tarnów, Breszsko, Lelów, Radomsko, Piotrków Trybunalsi, Przysucha e Mina de Sal Wieliczka.
• Shabat e Seder de Tu B’Shevat com a comunidade judaica de Łódź e os refugiados da Ucrânia que foram recebidos pela comunidade, e Seder de Tu B’Shevat no Instituto de História Judaica, Varsóvia.
• Visitas aos museus da história judaica em Cracóvia, Łódź e Varsóvia.
•  Histórias e contos hassídicos e partilha de memórias e música.

O número de participantes é limitado , estando a viagem condicionada a uma participação mínima.
Taxa para os serviços em terra (acomodação, refeições, guia, taxa de entrada) para participação total: em quarto individual $ 650 , em quarto duplo – $ 550.

A taxa de transporte será adicionada posteriormente, de acordo com o número de participantes. Hotéis de 3 estrelas com classificação elevada. Passagens e seguros a serem adquiridos pelos participantes. Pode ser possível participação parcial.

Para mais informações e inscrições contactar:
​​Dra. Dina Feldman – fel.dina@gmail.com

Santidade na sede do Santo Ofício no México. Chanuka 2022 no Museu da Inquisição

Santidade na sede do Santo Ofício no México. Chanuka 2022 no Museu da Inquisição

Artigo de Enlace Judío, que pode ler na íntegra aqui

A Shavei Israel organizou uma cerimónia histórica de acendimento de velas de Chanucá no famoso Palácio da Inquisição, iluminando um edifício que durante séculos simbolizou a escuridão.

O evento, que foi organizado em conjunto com a comunidade judaica de Beit Moshe na Cidade do México, ganhou ainda mais força com a participação dos Bnei Anussim (denominados pelos historiadores como marranos), pessoas cujos antepassados judeus foram forçados a se converter ao catolicismo há mais de cinco séculos, e que continuaram a praticar o judaísmo em segredo ao longo das gerações.

O rabino Michael Freund, fundador e presidente da Shavei Israel, conduziu a cerimónia de acendimento das velas de Chanucá.