A Kipá faz o homem?

Se você estiver procurando por um sinal claro de que o povo judeu esta mais dividido do que nunca, você pode simplesmente olhar para as cabeças dos homens.kipot1

Andando pelas ruas de Jerusalém, é difícil não notar a variedade de formas, cores e tamanhos de yarmulkes adornando as cabeças dos homens religiosos.

O observador mais atento pode descobrir informações sobre quem usa um quipá, de acordo com o estilo e a localização do solidéu da pessoa.

Um pequeno solidéu bordado na parte superior da cabeça geralmente representa a ortodoxia moderna, enquanto que o tamanho do solidéu bordado de uma tigela de sopa geralmente é preferido pelos sionistas da extrema-direita religiosa, como yeshivot associadas com Merkaz HaRav.

O solidéu preto é a escolha de muitos haredim (ultraortodoxos), no entanto, onde é colocado e se tem uma borda ou não, também podem definir a próprio pessoa.

A camurça é dita ser a mais neutra, sempre que preta ou azul. Qualquer outra cor será imediatamente exposta como uma interpretação mais liberal da halachá (lei judaica).

E a decisão de usar grampos para segurar o kipá no lugar tem muito simbolismo, porque muitas pessoas no mundo das yeshivot veem isso como um sinal “moderno”.

De fato, como ornitologia é para os pássaros e cosmologia para as estrelas, o estudo da kippot, ou “kipotología”, como eu chamo, é para o povo judeu.

E este é precisamente o problema.

Embora possamos acreditar que a quantidade de kippot é um símbolo da diversidade da vida judaica, o triste é que a decisão da pessoa sobre o uso da kipá, tornou-se uma rotulagem do mesmo, levando a outras conclusões, que podem ter pouca ou nenhuma conexão com a realidade.

A kipá que nós escolhemos, não tem nada a ver com o temor a Deus, a sua capacidade intelectual ou a integridade nos negócios, e menos tem a ver com o seu rigor no cumprimento das mitsvot. Julgar um judeu com base no tamanho ou formato do seu kipá não é apenas errado, mas tolo.

A kipá pode indicar como você quer que os outros te vejam ou a que grupo ou ”facção” quer pertencer. Mas qualquer coisa além disso é apenas especulação e nada mais.

De acordo com o Talmud, a cobertura de cabeça deve levar a pessoa a ter consciência de que D’s está acima dele. No Tratado de Kiddushin (31a), Rav Huna, o filho do rabino Yehoshua diz que “não se deve andar 4 côvados sem uma cobertura na cabeça.” Ela diz: “a Presença Divina está na minha cabeça.” Da mesma forma, no tratado de Shabat (156b), a mãe do rabino Nachman, o filho do rabino Isaac, instruiu que “você deve cobrir a cabeça para sentir o medo de D’s”.

Em ambos os casos é evidente que a cobertura para a cabeça é destinada a elevar a pessoa e não servir como uma forma de identificação de um grupo particular.

No entanto, temos a Kipá, e transformamos ela de um objeto espiritual para um definidor de critérios religiosos, diminuindo ela e nossos irmãos judeus no processo.

kipa_rewuvenPor alguma razão, eu não acho que isso é o que os nossos sábios queriam.

Eu sempre vesti meu Kipá como um símbolo de orgulho judaico e uma lembrança das minhas obrigações para com o Criador.

E, sim, também ajuda a cobrir a minha careca.

Mas tudo isso entre D-s e eu. Por que o resto tem que olhar para o meu solidéu bordado e colorido e desenhar todos os tipos de conclusões? No mundo de hoje, o fato de que um judeu escolha uma Kipa para se identificar como tal, já é por si só um ato de coragem e até ousadia. Existem milhares de lugares, desde as ruas de Paris ate a a estrada de Viena, onde a visão de um judeu orgulhoso com seu solidéu, ainda carrega olhos frios.

Então, vamos dar aos nossos amigos judeus o benefício da dúvida, ao invés de separa-los e tentar inseri-los em uma categoria ou outra.

A kipá faz o homem? A resposta, claro, deveria ser óbvio. Aos olhos de D-s o que conta não é o que está em nossas cabeças, mas dentro delas.

É hora de aprender com o Seu exemplo.

3 thoughts on “A Kipá faz o homem?

  • August 1, 2016 at 4:53 pm
    Permalink

    Uso um quipá preto, com a estrela de David bordada.gostaria de saber se a algún significado.

    Reply
    • August 2, 2016 at 9:54 am
      Permalink

      Ola Antonio,
      No final das contas a cor e o estilo de Kipá, não fazem a diferença e sim a intenção do homem que a veste.
      Infelizmente muitos ainda julgam um homem pelo Kipá que usa e acreditam que assim podem defini-lo. O importante é o que está por debaixo da Kipá (a cabeça), que deve estar todo o tempo buscando uma conexão com o Senhor!
      Shalom!

      Reply
      • August 2, 2016 at 1:23 pm
        Permalink

        Shalom! Estou muito feliz por responder.todar rabar

        Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published.