Vá para o que você é

Comentário sobre a porção semanal da Torá de Lech Lechá

 

A Torá adota uma abordagem dedutiva da Criação. À medida que avançamos em seus capítulos, o objeto de sua atenção é cada vez mais específico. Quando chegamos à porção da Torá de Lech lechá, a parashá desta semana, nos dá a sensação de que tudo o que a precedeu era uma introdução para apresentar-nos a Avram. O Talmud explica que o pai de Avram era um fabricante de ídolos, objetos de adoração material e que é, contra esses ídolos, que Avram concentra sua rebelião. Avram não aceita o culto “horizontal” e a idolatria, extremamente difundidos em sua época e na verdade tenta superá-lo, escolhendo para si mesmo uma rebelião espiritual e, por sua vez, é escolhido por D’us para “descobrir” o monoteísmo.

Continue reading “Vá para o que você é”

A Halachá dos Horários! – O que fazemos se perdemos os horários das rezas da manhã e da noite?

2257229200612211317Shacharit e Maariv

Às vezes, nos surge a oportunidade de orar antes da hora determinada pela Halachá (lei judaica) para fazê-lo, por exemplo, no verão, quando se escurece relativamente tarde, ou, quando vamos viajar e ele não temos outra escolha a não ser orar cedo para poder desfrutar a paz de espírito necessária para que a oração seja feita com a devida atenção.

Como sabemos, o horário da oração matutina, ‘Shacharit’, começa com a primeira luz da manhã e à da noite, ‘Maariv’, começa com o pôr do sol ou, de acordo com a opinião mais difundida, quando se escurece.

Na verdade, existem duas partes importantes em cada uma destas orações – a matutina e a noturna: a primeira se trata da leitura do “Shemá Israel”, e, a outra é a própria reza, a “Amidá”, que também é proferida na reza da tarde, a reza de “Minchá”. Na teoria, estas duas partes não estão relacionados uma com a outra, mas já desde a época do Talmud, ou mesmo da Mishná, estas foram colocadas juntas, por causa de uma Halachá que diz que a “Amidá” deve ser recitada imediatamente após a leitura do “Shemá”. E assim escreve o Maimônides (Leis de Oração, capítulo 7:17-18; 9:1-2 e 9:9). Porém, ainda assim, existem algumas leis que diferem entre as duas partes, especialmente, ao se tratar dos horários.

Os horários da leitura do “Shemá”, à noite, foram estabelecidos pela Mishná (Brachot 1:1) como sendo “a partir do momento em que os sacerdotes entravam para comer as oferendas”, ou seja, com o início das estrelas. (Ibid. 2b) Embora o Talmud apresente algumas outras opiniões sobre este assunto, o Maimônides (Leis de Leitura Shemá 1:9) afirma que esta opinião é a correta, e assim também afirma o Shulchan Aruch (235:1).
Continue reading “A Halachá dos Horários! – O que fazemos se perdemos os horários das rezas da manhã e da noite?”