Os Cantonistas Russos

Russian Jewish soldiers in the czar's armyEm 1827, o czar Nicolau I da Rússia publicou o duro “Decreto de Recrutamento” que exigia o recrutamento de jovens judeus, entre 12 e 25 anos, para um serviço militar de 25 anos. Estas crianças foram arrancadas de suas famílias e passaram a ser conhecidas como cantonistas, e durante os 29 anos que se seguiram, até o czar Alexandre II abolir a lei, em 1856, cerca de 50.000 crianças judias foram violentamente convocadas para o exército russo.

Continue reading “Os Cantonistas Russos”

Um Shavuot Subbotnik!

12A comunidade judaica Subbotnik de Beit Shemesh realizou uma festa “pré-Shavuot”, na semana passada antecipando a festa na qual se comemora Matan Torá – a entrega da Torá ao povo judeu, no Monte Sinai. O evento foi organizado pela diretora do departamento de Rússia e Europa Oriental da Shavei Israel, Esther Surikova.

O Rabino Zelig Avrasin, nosso emissário para a comunidade, foi o mestre de cerimônias desta noite que contou com uma refeição festiva (com o tradicional Bolo de Queijo de Shavuot) e uma atividade interativa sobre os Dez Mandamentos – cada participante recebeu um papel com o texto de um dos Dez Mandamentos e tiveram que decidir, e debater, entre eles como se posicionar na sala, por ordem de imporância.

Os participantes utilizaram o livreto de Shavuot em russo, que a Shavei Israel publicou, no ano passado, para as comunidades Subbotnik. Ouviram música israelense e também discutiram notícias atuais da comunidade que provenieram, Visoky.

Seguem abaixo algumas fotos do evento:

[nggallery id=325]

Os Subbotnik de Vysoky terão sua primeira sinagoga após 100 anos

Rabbi Avrasin gets to work on the new synagogue in Vysoky
Rabbi Avrasin gets to work on the new synagogue in Vysoky

A comunidade judaica em Vysoky, Rússia, receberá sua primeira sinagoga depois de 100 anos. Juntamente com o Congresso Judaico Russo e a Comunidade Judaica de Voronezh, a Shavei Israel adquiriu uma casa antiga no centro da cidade, que será reformada para estudo e oração. A casa não tem sido usada por vários anos, relata a coordenadora da Shavei Israel para os judeus Subbotnik, Esther Surikova.

Espera-se que a nova sinagoga de Vysoky seja frequentada por centenas de judeus subbotnik regularmente, diz Surikova. Até o momento, a comunidade reunia-se em casas particulares. A população Vysoky tem cerca de 1.000 pessoas e cerca da metade são judeus. Quinze crianças frequentam a escola judaica aos domingos.

Vysoky é uma vila no sul da Rússia, onde cerca de 200 anos atrás, no início do século XIX, sob o domínio do czar Alexandre I, milhares de camponeses russos foram convertidos ao Judaísmo. Muitos deles estudaram alguns anos nas grandes Yeshivot da Lituânia, enquanto milhares emigraram para Israel durante a segunda Aliá no início do século 20. O nome Subbotnik vem do amor a ‘Subota’, a palavra russa para o ‘Shabat’.

Vysoky tinha uma sinagoga até 1930. Hoje, a sinagoga mais próxima situa-se em Voronezh e é usada por judeus de todos os tipos. Já a sinagoga de Vysoky será frequentada, exclusivamente, pelos judeus Subbotnik.

O emissário da Shavei Israel para os judeus Subbotnik, o Rabino Zelig Avrasin criou uma proposta ambiciosa para o futuro da sinagoga local. Além da escola judaica, o rabino Avrasin quer criar um cineclube e abrir um “museu da comunidade judaica Subbotnik” dentro da Sinagoga.

Além da própria construção, o Rabino Avrasin espera construir um Micvê que também pode servir como ‘abanya’ – o equivalente russo para a sauna comum . A fim de fornecer alimentos kosher para a comunidade, o rabino Avrasin planeja dedicar uma parte do pátio da Sinagoga para Shechita.

Planos de la sinagoga
Planos de la sinagoga

O edifício, que é composto por 5 quartos possui 150 metros quadrados e está situado em uma área de 1500 metros quadrados de terreno. O maior espaço será usado para oração e estudo, os outros quartos serão o escritório do rabino, seu quarto, uma cozinha e banheiros.

Uma das pessoas-chave, relacionadas a construção da nova sinagoga em Vysoky é Alexander Gridnev, um cidadão israelense que vive na aldeia e atua como ‘Gabay’, coordenando os serviços da sinagoga. Gridnev tem trabalhado duro para ajudar com os pagamentos do gás, electricidade e sistema de água, durante os serviços nas casas das pessoas. E, um Sefer Torá já foi encomendado a Moscou.

“A única barreira para o progresso é levantar os fundos necessários”, diz Surikova.

Para a construção do edifício (que custou US$ 30.000), eles levantaram todos os fundos, mas isso é apenas o começo. Reparos para transformar o local em uma sinagoga são estimados em US$ 60.000. As reformas já começaram e, por enquanto os custos estão sendo cobertos pela comunidade judaica de Voronezh, além de algumas pequenas doações por parte da comunidade judaica Subbotnik de Beit Shemesh, Israel .

Precisamos de ajuda para completar este importante centro cultural e espiritual.

Caso considere fazer uma doação para a comunidade Subbotnik, visite-nos em “Como você pode nos ajudar” no site.

Os novos rechaçados da Russia

sobotnikim-english-fixed-301013_fAgora vou contar-lhes uma história tão absurda e incoerente que deve fazer o sangue ferver. Durante os últimos quatro anos, milhares de judeus russos foram impossibilitados de fazer aliá e se encontrarem com seus parentes no Estado judeu.

Pais e filhos são forçados a viverem separados devido a manobras burocráticas e irmãos são divididos por uma loucura do governo.

Continue reading “Os novos rechaçados da Russia”

Salvem os Subbotniks

Centenas de quilômetros ao sul de Moscou, no coração do interior russo, está um dos mais emocionantes testemunhos do poder e do apelo da identidade judaica.

É aqui, na pequena cidadezinha coberta de neve de Vysoki, que alguns dos últimos membros de um grupo conhecido como os “Subbotniks”  agarram-se persistentemente, ainda que enfraquecidos, à religião de Moisés e Israel.

Embora as suas origens estejam envolvidas em mistério, os  Subbotniks e tudo o que eles representam, exigem a nossa atenção e a nossa ajuda.

Continue reading “Salvem os Subbotniks”