Série de Conferências do Centro Ma’ani: Comunidades Judaicas Perdidas e Escondidas

O Centro Ma’ani da organização Shavei Israel lançou uma série de conferências muito interessantes e emocionantes dedicadas às comunidades de judeus perdidos e ocultos em todo o mundo.

São dadas conferências a diferentes grupos, tanto israelitas como estrangeiros: estudantes, reformados, famílias que acompanham novos imigrantes, grupos de Bnei Akiva, grupos de turistas e outros. São também realizadas aulas semanais para os próprios imigrantes sobre as festas e a tradição do povo judeu.

Aqui temos uma descrição dos temas e algumas fotografias das conferências recentes:

As duas primeiras conferências cobriram o tema da comunidade Bnei Menashe na Índia e a sua aliá e absorção em Israel. Os oradores foram Avi Mizrahi, diretor do projeto Bnei Menashe Aliyah e do Departamento de Absorção, e Tzvi Khaute, coordenador dos Bnei Menashe, que falou com um grupo de estudantes estadunidenses.

A terceira conferência foi dedicada à comunidade de Bnei Anussim (descendentes dos conversos ao cristianismo à força durante a Inquisição espanhola) da Europa Ocidental e da América Latina. A oradora foi Edith Blaustein, vice-presidente da Shavei Israel. A quarta conferência teve lugar na segunda-feira 4 de junho e foi proferida pelo Rabino Hanoj Avitzedek, sendo dedicada à comunidade de Judeus Incas, também conhecida como a comunidade de Bnei Moshe do Peru.

Eran Barzilay, coordenador da comunidade judaica da China na Shavei Israel, deu uma conferência intitulada “Da Muralha da China até ao Muro de Jerusalém, a fascinante viagem dos descendentes da China”, sobre a vida e as tradições da comunidade judaica de Kaifeng. A seguinte conferência, a cargo do Dr. Velvel Chernin, cobriu o tema dos judeus Subbotniks da Rússia e dos países pós-soviéticos, bem como a situação atual desta comunidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Shavei Israel retorna ao Peru, estendendo a mão aos Bnei Moshe

Yehudit smallEm 2002, bombas explodiam em ônibus e cafés por todo Israel. Milhares de israelenses foram mortos ou feridos. Os principais rabinos de Israel realizavam visitas freqüentes aos hospitais do país, para tentar proporcionar conforto e apoio espiritual a todas as vítimas destes ataques.

Continue reading “Shavei Israel retorna ao Peru, estendendo a mão aos Bnei Moshe”

Naomi Orkisa – de uma fazenda de cogumelos à um consultório odontológico

Durante o dia, ela trabalha em uma fazenda de cogumelos em uma colina nos arredores de Jerusalém. À noite, ela sonha com uma nova carreira: uma profissão em que não precise se inclinar tanto, como o faz nos campos.

Naomi Orkisa é uma das jovens e ambiciosas mulheres das quais a Shavei Israel está ajudando com os estudos no programa para auxiliares de consultório dentário e higienistas da escola odontológica do Hospital Hadassah. Naomi pertence a comunidade Bnei Moshe, uma pequena comunidade no Peru, fundada por dois irmãos católicos da cidade de Cajamarca, que, após terem lido e estudado a Torá, decidiram, em 1958, abraçar o judaísmo. A maioria da comunidade Bnei Moshe, desde então, se converteu ao judaísmo sob os auspícios do Rabinato Chefe de Israel e muitos, se mudaram para Israel.

Naomi cresceu em um lar muito pobre no Peru. A família fez o seu melhor para enfrentar às despesas através da venda de água – posuíam um poço no jardim e, já que não havia encanamento na área em que viviam, a água era uma mercadoria valiosa.

Desde que imigrou para Israel com sua família em 2004, Naomi, agora com 30 anos, tem sido responsável por cuidar de seus pais idosos, enquanto que, ao mesmo tempo, cuida de seu próprio filho. Agora que seu filho tem idade suficiente para ir para a escola, Naomi finalmente tem a oportunidade de melhorar a sua situação: tornar-se uma assistente dentária é um bilhete para fora da pobreza que a tem acompanhado por toda sua vida.

Mas dedicar tempo para assistir às aulas e estudar deixa muito menos tempo para se dedicar ao seu trabalho na fazenda de cogumelos. Isso significa uma queda significativa em seu salário (que chega a até 70%). E portanto nós da Shavei nos oferecemos para ajudá-la.

Temos corrido atrás de doadores que têm nos ajudado a realizar o sonho de Naomi e outras mulheres que também têm buscado uma vida mulher dentro de seu povo e habitando a Terra de Israel.

Esperamos conseguir continuar ajudando a estas fortes guerreiras a realizar seus sonhos!