Bnei Menashe foi a Casa

O membro da comunidade Bnei Menashe vítima de um ataque terrorista regressa a casa

Even Ezer Holaring, o membro da comunidade Bnei Menashe que tinha sido gravemente ferido num ataque terrorista em novembro de 2017, foi a casa em visita.

Pela primeira vez em dois meses desde que um terrorista palestiniano o atropelou no cruzamento em Gush Etzion, este pai de família de 35 anos da comunidade Bnei Menashe, que tem estado internado no hospital Hadassah Medical Center, recebeu alta no fim de semana passado para ir a casa em visita, tendo regressado ao hospital no Domingo para continuar a sua reabilitação. Continue reading “Bnei Menashe foi a Casa”

Aterrou o segundo voo da Operação Menashe

As últimas semanas têm sido EM GRANDE para os Bnei Menashe. 162 novos imigrantes da Índia aterraram no aeroporto Ben Gurion em dois voos. Já partilhámos fotografias do primeiro voo da Operação Menashe, mas este voo foi ainda mais emotivo, com vários reencontros de famílias que estiveram separadas durante anos e mesmo décadas.

Todos os principais meios de comunicação judaicos e israelitas fizeram a cobertura desta aliá, de entre os quais, para nomear apenas alguns:

The Jerusalem Post
The Times of Israel
The World News
Israel National News
The Jewish Press
Hamodia
Voz is Neias?
Algemeiner

A Shavei Israel já ajudou mais de 3.000 Bnei Menashe a fazer aliá. Mas mais do dobro deste número estão ainda na Índia e “muitos estão há décadas à espera de vir”, explicou o presidente da Shavei Israel, Michael Freund. Continue reading “Aterrou o segundo voo da Operação Menashe”

Já chegaram! – O primeiro voo da Operação Menashe aterrou, com 82 imigrantes da Índia.

Já chegaram!

O primeiro de dois voos de imigrantes Bnei Menashe chegou ao aeroporto israelita Ben Gurion na semana passada. Oitenta e dois membros da comunidade Bnei Menashe chegaram a Israel provenientes do estado indiano de Manipur, depois de uma viagem extenuante de vários dias, de carro, de comboio e de avião.

À espera do grupo no aeroporto encontravam-se membros da equipa da Shavei Israel, que tornou possível esta viagem de aliá, bem como jornalistas, estudantes da ieshiva Ma’alot (onde muitos Bnei Menashe já estudam e servem no IDF) e o grupo Keep Olim in Israel. Continue reading “Já chegaram! – O primeiro voo da Operação Menashe aterrou, com 82 imigrantes da Índia.”

Mensagem de Rosh Hashana por Michael Freund

Enquanto os judeus de todo o mundo se preparam para Rosh Hashana para o começo de um ano novo judaico, um grupo de 150 pessoas do nordeste do estado indiano de Manipur da comunidade dos Bnei Menashe estão organziando seus próprios preparativos. Preparativos para retornar a Israel, para fazer Aliá.

Continue reading “Mensagem de Rosh Hashana por Michael Freund”

FOTOS: Acampamento de verão em Churachandpur

O verão chegou e isso significa que a escola está de férias e é hora de acampar. A Shavei Israel patrocina um acampamento de verão no centro da comunidade Bnei Menashe, em Churachandpur, na Índia.

Continue reading “FOTOS: Acampamento de verão em Churachandpur”

A cantora Bnei Menashe, Dina Samte, que é cega, acende a tocha do Dia de Independência de Israel

Dina Samte, da comunidade Bnei Menashe, recebeu uma honra sem precedentes na comunidade judaica indiana: foi escolhida para acender uma das tochas do Dia da Independência de Israel na cerimônia oficial do estado, que aconteceu semana passada em Jerusalém.

Continue reading “A cantora Bnei Menashe, Dina Samte, que é cega, acende a tocha do Dia de Independência de Israel”

Perfil Aliá Bnei Menashe: Itzkhak Fanai – O Carpinteiro Cantante

Já ouviu falar sobre o carpinteiro cantante? Seu nome é Itzkhak Fanai e, junto com sua esposa e filho, estará fazendo Aliá (para Israel) no início de 2017.

Itzkhak é um dos 100 Bnei Menashe que imigrará do estado indiano de Mizoram no próximo ano com a ajuda de Shavei Israel. Conversamos com Itzkhak para conhecer mais sobre sua vida na Índia e escutar sobre suas expectativas em chegar a Israel.

Aizawl, a capital de arranha-céus de Mizoram
Aizawl, a capital de arranha-céus de Mizoram

Itzkhak, 30, recebeu este seu apelido através de uma combinação de sua profissão e seu treinamento religioso. Durante o dia, constrói estantes e armários. Nos finais de semana, é um cantor na sinagoga de Bnei Menashe em Aizawl, a capital conhecida como a “Hong Kong de Mizoram” (pelos seus arranha-céus surpreendentes no meio da Índia rural).

Como muitos Bnei Menashe, Itzkhak aproximou-se do judaísmo quando era adolescente, quando sua família descobriu suas raízes Bnei Menashe.

“Fiquei realmente espantado… e surpreso”, diz ele. Itzkhak ainda tem membros da família que não se juntaram à comunidade e que ele diz que “não entendem” a decisão de sua família de manter o Shabat, o kosher e as leis da pureza da família.

Felizmente, Itzhkak acrescenta que nunca foi discriminado quando abraçou o judaísmo e nunca experimentou nenhum anti-semitismo na Índia. O maior problema que a comunidade enfrenta atualmente, é o fato de não haver um shochet (ritual matadouro) em Aizawl – significando que não há carne kosher disponível.

Itzkhak espera continuar com sua atual profissão em Israel, assim que aprender o hebraico, mas está aberto a “qualquer trabalho decente que posso encontrar se surgir a necessidade.” Seus principais objetivos são “ser bom pai, fazer minha família feliz e cuidar do bem-estar de minha família, religiosamente e economicamente. Vou tentar o meu melhor para ser uma pessoa útil para a comunidade e para Israel. Estou pronto para ajudar os outros e para servir a nação judaica”.

Ele certamente já demonstrou isso na Índia: em 2013, Itzkhak participou do nosso seminário para os amigos da Shavei Israel em Sikkim, na Índia. Depois deste encontro passou a ensinar o hebraico e o judaísmo a outros Bnei Menashe.

Não é de surpreender, então, que seus talentos e dedicação estão sendo reconhecidos agora, colocando sua família no alto da última lista de Aliá. “Eu estive esperando para fazer Aliá por quase dez anos”, diz ele. “Foi difícil ver outros Bnei Menashe fazerem Aliá enquanto nós tivemos que ficar para trás. Mas a Shavei Israel nos deu esperança.”

Ele está muito animado com a possibilidade de “observar o Shabat e as festas judaicas, ‘pacificamente'” em Israel, além de “conhecer e rezar no Kotel” (o Muro Ocidental).

Caso você visite Nazareth, onde a família Fanai estará vivendo, e ouvir um carpinteiro praticando sua Chazanut (habilidades cantoriais), enquanto martelando as unhas, certifique-se de dizer olá. Pois, trata-se, sem dúvida, de Itzkhak Fanai.