NOVO ERUV EM BELMONTE

A vila portuguesa de Belmonte, tão significativa no mundo judaico pela presença dos Bnei Anussim, conta agora com um Eruv para a comunidade judaica.

Para quem não sabe, um Eruv é um dispositivo que permite transformar simbolicamente um determinado espaço público, como um bairro ou uma cidade, num recinto comum, de forma a que os judeus praticantes possam transportar objetos no Shabat, o dia sagrado semanal judaico,  pois, em áreas onde não existe Eruv, é proibido transportar objetos em locais públicos ou entre locais públicos e privados no Shabat. O estabelecimento de um Eruv vem permitir então esse mesmo transporte, facilitando a vivência prática do Shabat, ao possibilitar o transporte de artigos necessários, como carrinhos de bebé, livros de oração ou alimentos, por exemplo. 

O estabelecimento do Eruv em Belmonte, que contou com a colaboração e financiamento da Câmara Municipal de Belmonte, foi iniciativa do rabino Avraham Franco, atual rabino da Comunidade Judaica de Belmonte.

«Quando cheguei à comunidade, perguntei a mim mesmo o que estava faltando, e que ferramentas adicionais eu poderia dar à comunidade judaica para torná-la mais ativa e vibrante», contou o rabino Avraham Franco ao jornal israelita The Jerusalem Post, numa entrevista recente sobre o assunto. 

O rabino responsável pela elaboração do Eruv em Belmonte e pelo cumprimento das especificações da lei judaica na sua instalação foi o rabino Boaz Pash, rabino chefe do Kolel Torat Yosef em Israel, que viajou para Belmonte especialmente para o efeito.

O Eruv foi formalmente apresentado num evento oficial no passado dia 29 de Outubro, dia 30 do mês judaico de Tishrei, no auditório do Museu Judaico de Belmonte, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Belmonte, o Dr. António Rocha.

Congratulamos a Comunidade Judaica de Belmonte e o rabino Avraham Franco, que com tanto entusiasmo têm divulgado o novo Eruv! Fazemos eco do seu entusiasmo, certos de que o Eruv será uma mais valia, não só para a comunidade judaica local como também para os inúmeros turistas judeus que visitam Belmonte.

Aqui podem ver algumas fotos e um pequeno vídeo do evento da apresentação formal do Eruv:

[Foto: Dr. António Rocha, presidente da Câmara Municipal de Belmonte, sr. Pedro Diogo, presidente da Comunidade Judaica de Belmonte, e rabino Avraham Franco, rabino da Comunidade Judaica de Belmonte]

Ver Vídeo

Belmonte, Portugal – Notas de Viagem.

Aqui temos um excerto de um texto de Nora Goldfinger, que tem estado a viajar por vários locais de interesse judaico em Espanha e Portugal e aceitou partilhar a sua experiência connosco.
Depois de tantas vilas desertas, chegar a Belmonte e ver a sinagoga Beit Eliyahu encheu-nos de alegria. Entrámos e ficámos surpreendidos pelo número de pessoas que lá se encontrava, até que nos disseram que eram um grupo de israelitas de visita a Belmonte.
Enquanto acabavam de ler a Torá, eu queria guardar na memória o que via: As nove Estrelas de David azuis que emolduram as luzes do teto por cima da área das mulheres e um grande candeeiro decorado por três Estrelas de David douradas que se localiza quase mesmo por cima da bimá. As estrelas são de três tamanhos diferentes e duas delas estão enfeitadas com luzes.
De um dos lados do Aron haKodesh está uma menorá feita de madeira e do outro lado podemos ver os leões de Yehuda.
Depois da tradicional bênção dos Kohanim, foram devolvidos ao Aron haKodesh dois rolos de Torá. De repente, vi-me imersa na oração de Musaf, lendo a Amidá com judeus de outras partes do mundo, partilhando o espírito daquele Shabat particular.

Durante o serviço religioso, ouvi o rabino falar em espanhol com uma pronúncia parecida à de Buenos Aires, Argentina.

Aproximámo-nos para o cumprimentar e descobrimos que o seu nome é Elisha Salas e que era chileno.
Começámos a falar e o rabino contou-nos a história de Belmonte. Como resultado da Inquisição, a prática oculta do judaísmo por parte dos cripto-judeus fê-los esquecer muitas das leis judaicas. A comunidade não tinha sinagoga, não tinha ideia de como fazer a circuncisão e menos ainda da língua hebraica, mas guardavam Pesach, Yom Kipur e Shabat.

Continue reading “Belmonte, Portugal – Notas de Viagem.”

Cura para os habitantes de Belmonte

Introdução

Citarei as palavras dos nossos sábios, que são sempre corretas: “Mesmo nas brincadeiras, o coração estará dorido, e a alegria afligir-se-á.” (Provérbios, 14:13)

A tristeza não é diferente da alegria; está ao seu lado. As chuvas, que são uma bênção, também geram lama e sujidade, e, do mesmo modo, a alegria no mundo está sempre misturada com tristeza.

O Rabino Shmuel Hanagid, que viveu na Era Dourada, trouxe-nos uma metáfora do mundo animal: “O pastor leva a ovelha a pastar contra a sua vontade, mas quando se trata de a trazer de volta do campo, também é contra a sua vontade.”

Um evento incrível atravessou-se no meu caminho

Em junho e julho de 2017, a Comunidade de Belmonte (Portugal) convidou-me para ensinar hebraico através da organização Shavei Israel. Continue reading “Cura para os habitantes de Belmonte”

Visita a Belmonte

Belmonte, Portugal

Depois de tantas aldeias desaparecidas, chegar Shabat em Belmonte, e ver a sinagoga Bet Eliahu, nos encheu de alegria. Entramos e nos surpreendeu a quantidade de pessoas que ali estavam. Nos contaram, então, que havia um passeio de israelenses que também visitavam Belmonte.

Continue reading “Visita a Belmonte”

O museu judaico de Belmonte reabre suas portas após uma renovação de 350 mil dólares

A cidade de Belmonte renovou e reabriu seu museu judaico – o maior museu do mundo sobre os Bnei Anussim – os descendentes de judeus forçados a se converter ao catolicismo há 500 anos atrás. O projeto contou com um orçamento no valor de US$ 350.000 e está programado para começar a funcionar no dia da homenagem ao Dia Anual da Cultura Judaica Europeia, que acontece em setembro.

Continue reading “O museu judaico de Belmonte reabre suas portas após uma renovação de 350 mil dólares”

Judeus e descendentes de Bnei Anussim celebram Purim na Itália, Portugal e El Salvador

Os judeus e Bnei Anussim das comunidades das quais a Shavei Israel trabalha na Itália, Portugal e El Salvador, entraram no espírito de Purim este ano – e os nossos fotógrafos conseguiram capturar o humor.

Vamos começar a nossa ‘turnê mundial’ pela Itália. Abaixo imagens do que aconteceu no início da semana passada em Palermo.

E aqui, o que rolou na comunidade italiana de Bnei Anussim de San Nicandro:

Viajando um pouco para o oeste, paramos em Portugal onde Purim foi comemorado com o emissário da Shavei Israel, o Rabino Elisha Salas:

Para nossa parada final, cruzamos o oceano e chegamos à El Salvador onde a comunidade de Beit Israel se destacou com dua festa de Purim: