Duas toneladas de matzá enviadas de Israel para a Comunidade Judaica da Polónia

Publicamos a tradução do artigo publicado esta semana em Arutz Sheva.

A organização Shavei Israel envia duas toneladas de matzá para fornecer a pequena comunidade judaica da Polónia durante este Pesach.

A comunidade judaica da Polónia recebeu esta semana uma encomenda especial mesmo a tempo de Pesach: Duas toneladas de matzá de Israel. 1.692 caixas  de matzot Aviv, mais 90 caixas de matzá shmurá (“guardada”) feita à máquina e 45 caixas de matzá shmurá feita à mão, graças à organização Shavei Israel e ao seu diretor e fundador, Michael Freund.

Como a preparação da matzá exige uma supervisão muito rigorosa e a comunidade judaica da Polónia ainda é demasiado pequena para a poder efetuar,  costumam recorrer à matzá importada para a festa de Pesach, que, este ano, será a 19 de abril. A pedido do rabino máximo da Polónia, Michael Schudrich, o diretor da Shavei Israel, Michael Freund, concordou em patrocinar a compra e envio da matzá de Israel, que vai ser distribuída por cerca de uma dezena de famílias de toda a Polónia, incluindo Bielsko-Biala, Danzigue, Katowice, Cracóvia, Legnica, Lodz, Lublin, Poznan, Szczerczin, Varsovia e Breslávia.

A matzá, que os judeus comem em memória da pressa com que saíram do Egito durante o êxodo, vai ser usada em seders comunitários por toda a Polónia, e vai ser oferecida gratuitamente aos mais necessitados, como os idosos e pessoas doentes que não podem sair de casa, muitos dos quais são sobreviventes do Holocausto.

“Estamos muito gratos à Shavei Israel e a Michael Freund, que nos ajudam há muitos anos na educação judaica, por esta generosa oferta”, disse Monika Krawczyk, presidente da União das Comunidades Judaicas da Polónia.

Existem aproximadamente 4.000 judeus registados na Polónia hoje em dia, e há peritos que sugerem que pode haver mais dezenas de milhares por todo o país que até hoje ocultam as suas identidades ou que simplesmente desconhecem as suas origens familiares. Recentemente, um número cada vez maior dos chamados “judeus ocultos” tem vindo a retornar ao judaísmo e ao povo judeu. A Shavei Israel tem trabalhado ativamente na Polónia há mais de uma década, trabalhando em colaboração com o rabino máximo da Polónia, Michael Schudrich, e com os próprios “judeus ocultos”. 

“Pesach é uma festividade especial para todos os judeus do mundo. Aqui, onde a nossa comunidade passou por uma verdadeira libertação há 74 anos, da Alemanha nazi, e, depois, há 30 anos, por uma libertação menor mas igualmente verdadeira, da União Soviética, tem um significado particularmente especial. A matzá é o nosso símbolo destas libertações, tanto da antiga como das modernas. Graças à Shavei Israel, muitos judeus polacos vão poder contar com este símbolo da libertação neste Pesach”, explica o rabino Schudrich. 

“Para o número cada vez maior de polacos que descobrem as suas raízes judaicas”, disse o rabino Schudrich, “Pesach representa algo muito especial sobre a celebração da liberdade e o fim da escravidão ou da ocupação. A matzá representa essa liberdade, e cada judeu quer ter a sua caixa de matzá para Pesach. Graças à Shavei Israel, muitos judeus vão ter matzá este Pesach. Obrigado, Shavei Israel.”

“Temos muito gosto em fazer esta parceria com o rabino máximo da Polónia, o rabino Michael Schudrich, e com a Comunidade Judaica da Polónia, para ajudar a que todos os judeus da Polónia tenham matzá”, disse o diretor e fundador da Shavei Israel, Michael Freund. “Quase 75 anos depois de os alemães terem aniquilado mais de 90% dos judeus da Polónia”, nota Freund, “milhares de judeus em toda a Polónia vão juntar-se este ano para celebrar Pesach e comer a matzá, que simboliza a libertação e a determinação. Temos essa dívida para com os judeus polacos e para com o número crescente de polacos que estão a descobrir as suas raízes judaicas: estender-lhes a mão e ajudá-los.”

As comunidades Shavei Israel de todo o mundo celebram Chanukah

Chanucá, o festival das luzes, está aqui, unindo os judeus em todo o mundo por sua atmosfera mágica da alegria, esperança e antecipação como muitos anos antes. Vamos desfrutar juntos, dando uma olhada nos destaques da celebração de várias comunidades de diferentes países e continentes!
Começaremos com a Índia, onde os Bnei Menashe dos estados locais de Manipur e Mizoram estão se reunindo para acender as velas de Chanucá.

Manipur

Enquanto a maior parte do sobbotnik jude formados da ex-União Soviética ainda celebra Chanucá na diáspora, um grupo daqueles que já fizeram aliá a Israel visitou recentemente um shiur entregue pelo rabino Shlomo Zelig Avrasin em Beit Shemesh, onde vive a maior parte do grupo.

Os judeus escondidos da Polônia participaram de atividades organizadas pra eles pelo rabino Avi Baumol em Cracóvia e pelo rabino David Szychowski em Lodz.

Cracóvia

O rabino Elisha Salas, emissário da Shavei Israel em El Salvador, também compartilhou con nos algumas fotos de sua comunidade, bem como algumas fotos das comunidades de Honduras e Guatemala com as quais ele também está em contato.

Armênia

Beit Israel, San Salvador

Guatemala

Honduras

Colombia

As comunidades nas cidades de Bogotá, Cali, Medellin e Barranquilla também compartilharam as celebrações de Chanuka.
Entre as atividades em Bogotá entre os dias 4 e 6 de dezembro, a comunidade recebeu uma visita especial da missão do ministério da diáspora de Israel.

Bogota

Cali

O dia 9 de dezembro será realizado pela primeira vez no sul de Calí “A ILUMINAÇÃO DAS VELAS NA CHANÚQUIA GIGANTE”

Baranquilla

Medellin

Finalmente, o Rabino Avraham Latapiat, do Chile, nos envia algumas fotos de sua comunidade Aproveitando das férias.

Meninas chilenas aprendem sobre a alegria do Shabat

De’s abençoou o sétimo dia e santificou-o…

Há pouco tempo contámo-vos que o rabino Avraham Latapiat, do Chile, organizou aulas especiais e oficinas para que as crianças da comunidade aprendessem a importância de guardar o Shabat. Durante o segundo semestre, numa escola judaica local, a rabanit Esther Miriam Latapiat continuou a avançar neste sentido, dando uma ênfase especial à alegria e ao prazer do Shabat como tema central do programa. O rabino e a rabanit Latapiat também encorajaram os pais a partilhar esta bela experiência com os seus filhos.

Continue reading “Meninas chilenas aprendem sobre a alegria do Shabat”

Ocultos: Os judeus espanhóis secretos

O musical histórico sobre Bnei Anussim

Recentemente tem havido um grande interesse na história dos Bnei Anussim — descendentes dos judeus convertidos pela força ao catolicismo no tempo da Inquisição Espanhola. De facto, este interesse tem aumentado tanto que se reflete em muitas esferas, particularmente nas artes. Um belíssimo exemplo disso é o novo musical histórico baseado no livro The Family Aguilar (A Família Aguilar), do rabino Marcus Lehmann.

Continue reading “Ocultos: Os judeus espanhóis secretos”

Oficina de Velas de Shabat no Chile

O rabino Avraham Latapiat, emissário da Shavei Israel no Chile, junto com a sua esposa, realizou uma oficina especial no Talmud Torá local (escola judaica) chamado “Despertando para a importância do Shabat”, para explicar às crianças a importância de guardar o Shabat e ensinar-lhes como preparar velas caseiras e organizar e decorar a mesa de Shabat. As crianças regressaram às suas casas felizes, com candelabros, um copo decorado e a sua caixinha de fósforos. Agora podem usar os seus próprios utensílios no Shabat. Aqui podemos vê-los a trabalhar, concentrados e muito contentes.

Para além disso, a comunidade do Chile organizou recentemente uma festa de despedida para o seu membro Shlomo Yosef, que viajará para Israel a princípios de novembro para se preparar para a sua conversão formal ao judaísmo com a ajuda da Shavei Israel.

Olim Bnei Menashe deixam o Centro de Absorção para os novos lares em Beit Shean

As famílias Bnei Menashe que imigraram recentemente para Israel vindas da Índia deixaram o centro de absorção da Shavei Israel em Kfar Hasidim para se mudarem para os seus novos apartamentos em Beit Shean, cidade localizada no norte de Israel. Os novos imigrantes permanecem em Kfar Hasidim durante aproximadamente três meses, aproveitando este tempo para estudar hebraico, aprender mais sobre a tradição judaica e sobre a vida em Israel e para se prepararem para a sua conversão formal ao judaísmo.

Continue reading “Olim Bnei Menashe deixam o Centro de Absorção para os novos lares em Beit Shean”

Michael Freund na rádio AM

Nachum Segal, da Nachum Segal Network, entrevistou Michael Freund, o presidente e fundador da Shavei Israel, sobre a aliá dos Bnei Menashe e dos judeus chineses de Kaifeng, num programa de rádio ao vivo desde Jerusalém.

Continue reading “Michael Freund na rádio AM”