Opiniões subjetivas para um valor objetivo

Comentário sobre a Porção Semanal da Torá – Shelach Lechá

 

Nesta porção da Torá é decretado que o Povo de Israel viveria quarenta anos no deserto. Durante os eventos no deserto vem à tona – muito claramente – a regra que define quem viverá em liberdade e quem não.De qualquer modo, é nesta parashá da Torá que se determina o futuro de toda uma geração que morreria no deserto, e quem seriam aqueles que viveriam para entrar na Terra de Israel.

Continue reading “Opiniões subjetivas para um valor objetivo”

Do lamento nasce o problema

Comentário sobre a Porção Semanal da Torá – Behaalotecha

 

 

Nesta Parashá a Torá nos mostra as diversas frustrações do Povo de Israel, pelas quais protesta e reclama diante de D’us. Em um desses casos, o povo vive uma sensação de “vazio”, sem que haja qualquer razão em particular. E a percepção deste vazio que provoca um lamento que se torna um fim em si. A Torá nos diz, neste caso, que D’us responde, incediando o acampamento. O outro caso é bem diferente.

Continue reading “Do lamento nasce o problema”

A diferença entre paz e shalom

Comentário sobre a porção semanal da Torá – Nassô

 

“O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz”. Esta é a bênção que a Torá instrui sair da boca dos Cohanim, os sacerdotes, para todo o povo de Israel.

Continue reading “A diferença entre paz e shalom”

Os Espiões de Moisés

Comentário sobre a Porção Semanal da Torá – Bamidbar

 

Esta parashá nos apresenta um dos acontecimentos mais dramáticos e decisivos que aconteceram aos nossos patriarcas no deserto, em seu caminho desde Egito a terra prometida. O trajeto entre o Monte Sinai e Eretz Israel deveria durar alguns dias apenas. O povo saiu do Egito acompanhado pela nuvem Divina e através de grandes milagres se encaminhava para Ertz Israel.

Continue reading “Os Espiões de Moisés”

A gravidade do engano e da defraudação

Comentário sobre as porções semanais da Torá – Behar-Bechukotai

 

“Não engane o seu próximo” este é o mandamento desta porção da Torá que acrescenta imediatamente, indicando a origem do noma: “Eu sou D’us.”

Continue reading “A gravidade do engano e da defraudação”

O Sentido da Vida e da Morte

Comentário sobre a Porção Semanal da Torá de Emor

“E disse o Eterno a Moshê: Fala aos sacerdotes, filhos de Aharon, e lhes dirás: o sacerdote, por um morto entre seu povo, não se fará impuro. Salvo por sua mulher, que é próxima a ele, por sua mãe, por seu pai, por seu filho, por sua filha e por seu irmão; e por sua irmã virgem, próxima a ele, quem não esteve com homem, por ela se fará impuro… Santos serão para seu D-us, e não profanarão o nome de seu D-us; pois as ofertas queimadas do Eterno e o pão de seu D-us eles oferecem, e serão santidades”.
(Vaicrá 21, 1-6)

Continue reading “O Sentido da Vida e da Morte”

Aquilo que se diz, expressa aquilo que é

Comentário sobre a Porção Semanal de Metzorá

 

São poucas as vezes que a Torá estabelece uma relação linear de causalidade entre a ação cometida e o castigo recebido. Esta Parashá nos relata sobre uma epidemia de uma variação, não clássica, da lepra, conhecida em hebraico como “Tsara’at”, que atinge a todos aqueles que pecam através da injúria (Lashon Hará).

Continue reading “Aquilo que se diz, expressa aquilo que é”