Conferência questiona: Existem Bnei Anussim em Goa, Índia?

A história dos Bnei Anussim em Goa, na região sul da Índia, é geralmente ofuscada pelas maiores comunidades judaicas na Índia: os Benei Israel, os Cochin e os Baghdadi (para não mencionar os Bnei Menashe, com os quais a Shavei Israel tem trabalhado de perto).

Uma conferência na semana passada preocupou-se corrigir isso.

Por dois dias, em 18 e 19 de dezembro de 2016, pesquisadores de todo o mundo se reuniram em Jerusalém para discutir Goa e os judeus que ali habitam.

De particular interesse para os amigos da Shavei Israel foi um painel de discussão sob o tema: ​​”Existem Bnei Anussim hoje em Goa?”

Os judeus viveram em Goa desde o século 16, quando chegaram da Terra de Israel. A região foi controlada durante a maior parte de sua história moderna pelos portugueses e a Inquisição foi instituída em Goa em 1560, levando muitos membros da comunidade à uma vida subterrânea, tornando-se Marranos (o termo depreciativo para Bnei Anussim), onde formalmente eram convertidos ao cristianismo enquanto praticavam o judaísmo em segredo.

Goa hoje possui algumas poucas famílias com raízes de Bnei Anussim – a maioria dos judeus na região são mochileiros israelenses e um pouco de judeus e empresários israelenses que se encontram no recém-criado Centro Judaico de Goa.

Entre os temas que foram abordados na conferência:

  • Uma história dos judeus de Goa – desde o início da colonização até os tempos modernos.
  • Os judeus de Goa sob os portugueses, através dos olhos de romancistas contemporâneos.
  • A Senhora dos Mares – a história de um império do comércio de espécies do século XVI e a conexão Marrana.
  • A “Lei de Moisés” em Goa.
  • Todos os caminhos levam a Goa: mensageiros, intérpretes e informantes no Oceano Índico.
  • Definição social e busca de identidade na Índia portuguesa do século XVI.
  • As muitas vidas do médico judeu Garcia de Orta.
  • Pânico moral sobre mochileiros em Goa: a construção de um problema social.

O Presidente da Shavei Israel, Michael Freund, explorou, no passado, a conexão judaica de Goa. Em janeiro de 2014, ele voou para Panaji, uma cidade na região de Goa, para discursar em uma conferência sobre “O Patrimônio Judaico-Cristão da Costa Oeste da Índia”. Essa conversa, no entanto, foi sobre o trabalho da Shavei Israel com os Bnei Menashe da Índia.

Aqui está uma lista de todos os seminários e painéis da conferência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *