Receita para Pessach desde Palma de Mallorca

Artigo publicado no site da Bnei Brit em Inglês: (http://www.bnaibrith.org/magazine/mallorca_recipe.cfm)

 

 

Mallorcan_Almond_Torte-300x212Gato de Amendoas

Um famoso autor e Chef, Antoní Piña, é uma das maiores autoridades na área da cozinha, nas Ilhas Baleares. Tem dedicado grande parte de sua carreira em descobrir e aperfeiçoar vários dos famosos pratos de Mallorca, assim como este delicioso bolo sefaradita, para Pessach.

As notas do Chef Piña se encontram no final da receita.

Receita:

Você pode moer as amêndoas ou comprar farinha de amêndoa!

Ingredientes:

2 xícaras + 1 colher de chá de farinha de amêndoa
1 + ¼ de xícara de açúcar
5 ovos
Cascas raladas de 1 limão
1 colher de chá de canela
1 colher de sopa de café (não instantâneo)
1 colher de sopa de óleo ou margarina
Um punhado de farinha de Matzá
1 colher de sopa de açúcar de confeiteiro

Procedimento:

– Pré-aqueça o forno a 180 graus.
– Passe a margarina ou o óleo num molde de assadeira e espalhe Farinha de Matzá sobre ele.
– Separe as gemas das claras.
– Bata as gemas com o açúcar até dobrar seu volume inicial.
– Em outra tigela bata as claras até que estas tomem consistência.
– Adicione as gemas as claras.
– Adicione a farinha de amêndoas, o café, a canela e as cascas de limão e misture bem.
– Asse a 180 graus nos primeiros 15 minutos, em seguida, abaixe o forno para 160 graus e deixe durante os próximos 25 minutos.
– Retire o molde do forno e deixe descansar por cinco minutos.
– Cuidadosamente retire o bolo do molde.
– Espalhe em cima o açúcar de confeiteiro.
– E sirva frio!

Notas:

Esta é uma iguaria da ilha de Mallorca, popular especialmente entre as famílias chuetas. Seus ingredientes, a forma e a qualidade da preparação refletem sua herança culinária judaica. Hoje, podemos encontrar suas origens refletidas, também, em outras comunidades sefaraditas.

Na Itália, ele é conhecido como “Bocca di Dama”, exceto que a versão atual é feita com farinha e este é servido na hora de quebrar o jejum de Yom Kipur. Na Turquia, surpreendentemente, é o mesmo que em Mallorca, mas com uma pequena mudança: os judeus turcos usam nozes ao invés de amêndoas e chamam de “Gato de Muez de Pesah”. No Marrocos é conhecido pelo nome de “Pallebe aux Amandes”, e como na Itália, é feito com farinha.

Estes exemplos confirmam que os judeus em toda a diáspora se adaptaram ao seu local de assentamento, mudando aromas, mas, mantendo-se fiel às mesmas tradições!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *